Sobe para 92 número de mortos por Covid no RN; infectados são 1.989 e suspeitos 7.500


O Rio Grande do Norte tem atualmente 92 óbitos por coronavírus e 1.989 casos confirmados da infecção, segundo informações da Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sesap) divulgados na noite desta segunda-feira (11). Além disso, o RN tem 7.500 casos suspeitos, 5.499 descartados e 734 pacientes recuperados. Ainda há 39 óbitos em investigação.

De acordo com o secretário-adjunto da Sesap, Petrônio Spinelli, o estado tem 32 solicitações de internação vindas do interior e das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Mortes

As mortes ocorridas no RN até o momento foram registradas nas seguintes cidades:

Natal: 21 óbitos
Mossoró: 21 óbitos
Parnamirim: 6 óbitos
Canguaretama: 5 óbitos
Assu: 3 óbitos
Areia Branca: 3
Macaíba: 3 óbitos
São Gonçalo do Amarante: 3 óbitos
Ipanguaçu: 3 óbitos
Apodi: 2 óbitos
Ceará-Mirim: 2 óbitos
Encanto: 2 óbitos
Serra Negra do Norte: 2 óbitos
Tenente Ananias: 2 óbitos
Alexandria: 1 óbito
Alto do Rodrigues: 1 óbito
Carnaúba dos Dantas: 1 óbito
Cerro Corá: 1 óbito
Lagoa de Pedras: 1 óbito
Nísia Floresta: 1 óbito
São José de Mipibu: 1 óbito
São Rafael: 1 óbito
São Tomé: 1 óbito
Taboleiro Grande: 1 óbito
Taipu: 1 óbito
Touros: 1 óbito
Outras localidades: 2 óbitos
Total: 92 óbitos

Leitos

Os leitos de terapia intensiva destinados ao tratamento dos pacientes com Covid-19 em Natal estão com 100% de ocupação, segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

Somente nesta segunda-feira (11), de acordo com a Sesap, 32 pacientes aguardam transferência para um leito hospitalares. Desse total,duas são classificadas prioridade 1 e oito classificadas como prioridade 2, que demandam leitos de UTI ou semi-UTI. Outros 22 demandam leitos clínicos de enfermaria sob pena de ter evolução no quadro da doença.

Ainda de acordo com os números da Sesap, Natal está com 100% dos leitos ocupados. Na cidade de Mossoró, na região Oeste, ainda há duas vagas terapia intensiva. Em Caicó, dos 15 dos 20 leitos disponíveis estão ocupados.



agora rn

Postar um comentário

0 Comentários