Exército já fez 2,2 milhões de comprimidos de cloroquina e vai ampliar produção

O laboratório do Exército já produziu 2,2 milhões de comprimidos de cloroquina para uso no tratamento de coronavírus no Brasil e vai aumentar a fabricação para 1 milhão por semana. Cada pílula custa R$ 0,20.


A produção foi uma determinação do presidente Jair Bolsonaro, defensor da droga. Em entrevista nesta segunda (13), a equipe técnica do Ministério da Saúde voltou a dizer que não há nenhum estudo científico que comprove o funcionamento do remédio para casos de Covid-19.


A destinação dos comprimidos caberá ao Ministério da Defesa, afirmou a assessoria da pasta. Até agora, o Ministério da Saúde liberou cloroquina para uso em casos graves e internados, quando o médico julgar necessário.

A equipe técnica do ministro Luiz Henrique Mandetta apresentou uma cartilha com análise de 33 teses sobre o remédio e concluiu que até o momento nenhuma é válida do ponto de vista científico.


AGORA RN

SE VOCÊ DESEJA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU ZAP, ENTRE EM CONTATO PELO WHATSAPP NO NÚMERO (84) 9 2000-2106 E SOLICITE SUA INCLUSÃO NA NOSSA LISTA DE TRANSMISSÃO.


Postar um comentário

0 Comentários