Petrobras anuncia mais um reajuste do preço do gás de cozinha


O ano mal começou, mas o consumidor deve, em breve, gastar mais para cozinhar. O aumento anunciado em dezembro pela Petrobras, deverá ser aplicado até o dia 10 de janeiro. No ano passado, o produto aumentou em outubro e novembro, somado ao percentual de dezembro, o acréscimo é de 13,5%.

Em Lages, a maioria das distribuidoras ainda não aplicou o reajuste. Os valores ficam na faixa de R$ 70 a R$ 80, sempre aumenta na média de R$ 5 se pedir para entregar.

Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço médio do botijão de 13 quilos era de R$ 69,11 em novembro. 
Em várias distribuidoras de Lages, foi informado que nem todos os aumentos de preços anunciados pela Petrobras, são aplicados. Cabe a cada empresário decidir e, devido à concorrência, muitas vezes o valor não sobe. Como ainda há bastante estoque do produto, os empresários acreditam que o preço vai encarecer na semana que vem.
Os aumentos anunciados pela Petrobras são médias, pois o valor terá variação, para maior ou menor, dependendo da área de distribuição nacional, segundo o Sindigás. Outro fator levado em consideração pelas distribuidoras na hora de decidir se aumenta ou não, o valor do gás, são os custos com mão-de-obra, logística, impostos e margem de lucro.

Gás canalizado terá redução de valor

Segundo informações da Agência Brasil, o gás natural canalizado comercializado por 12 distribuidoras estaduais, deve ter uma redução de preço partir de janeiro. A queda está relacionada à mudança na fórmula da molécula de gás indexada ao preço do petróleo.
Esse novo cálculo entrará em vigor com a renovação do contrato da Petrobras com as distribuidoras GásBrasiliano, São Paulo Sul, Comgás (parcialmente), BR Espírito Santo, Gasmig, CEG, CEG-RIO, Algás, Bahiagás, Sergás, Potigás e Pbgás. 
A redução média do gás vendido pela Petrobras às distribuidoras deverá ser de 10% em relação aos contratos anteriores, considerando-se o preço do petróleo na faixa de US$ 60 por barril.


CL MAIS

Postar um comentário

0 Comentários