Hiper da Roberto Freire fecha as portas em 02 de fevereiro; população aproveita queima de estoque


A loja do Hipermercado Bompreço Ponta Negra, localizada na Avenida Roberto Freire, na zona Sul de Natal, será fechada no dia 2 de fevereiro, segundo informações do Grupo Big, atual responsável pelo empreendimento.
Com o fechamento da loja, os produtos estão com preços mais baixos e desde a manhã desta sexta-feira, 3, a população aproveita a queima de estoque.
De acordo com o grupo empresarial, o fechamento da unidade faz parte das ações de investimento da marca no Rio Grande do Norte. Atualmente, segundo o grupo, oito lojas no estado estão recebendo investimentos e finalizam, nos próximos meses, um processo de renovação e atualização de seus ativos.
Recentemente, o Grupo BIG reinaugurou as unidades do Maxxi Atacado nas cidades de Mossoró e Parnamirim, com o objetivo de aumentar a participação no formato atacarejo. O estado também contará, em breve, com a chegada de mais uma loja da bandeira, em Natal.
Até o fim de 2019, o Grupo Big era conhecido com Walmart no Brasil, a tradicional marca americana de hipermercados. A mudança é parte da reestruturação da empresa, que assumiu o comando quando a rede foi comprada pela Advent, gestora americana de ” private equity” (participações acionárias).
O Grupo BIG opera no Brasil desde 1995 e possui mais de 500 unidades em 18 estados brasileiros. O grupo possui 8 bandeiras entre hipermercados (Big e Big Bompreço), supermercados (Super Bom Preço e Nacional), atacado (Maxxi Atacado), clube de compras (Sam’s Clube) e lojas de vizinhança (TodoDia). O grupo é o terceiro maior conglomerado de varejo alimentar do Brasil.
Segundo o Grupo Big, nos próximos 18 meses serão investidos mais de R$ 1,2 bilhão na modernização e ampliação de suas lojas. A mudança ocorre um ano após o Fundo de Investimento Advent adquirir 80% do Walmart Brasil.
A empresa planeja realizar mudanças efetivas na operação em todo o País, com a renovação das lojas e uma nova estratégia comercial e de preços. Até junho de 2020, a expectativa é concluir a reforma de 100 hipermercados.
Em 2018, a receita bruta do grupo atingiu R$ 24,5 bilhões, queda de 13% em relação a 2017. Para 2019, a empresa não projeta crescimento na receita, por conta da fase de transição.



Agora RN

Postar um comentário

0 Comentários