EUA x Irã: Bolsonaro avalia alta do combustível com Petrobras


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informou, nesta sexta-feira (03/01/2020), que vai tratar do impacto no valor do combustível com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.

Mais cedo, ao deixar o Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que a alta no preço dos combustíveis era previsível após o ataque aéreo dos Estados Unidos ao aeroporto de Bagdá. “Que vai impactar, vai. Agora, vamos ver o nosso limite aqui. Já está alto o combustível. Se subir muito, complica”, sinalizou.

Os preços do petróleo subiram mais de 4% após o ataque que matou o general iraniano Qasem Soleimani.

Mais cedo, o presidente disse que não conseguiu falar com Guedes e Castello Branco. “Tentei falar com Castello Branco agora e ele não atendeu. Deve estar em alguma reunião. Tentei falar com Paulo Guedes também e ele não atendeu. Vou falar no caminho agora para o hospital. Eu quero ter as informações dele [Guedes]”, comentou.

Bolsonaro negou, porém, a possibilidade de haver tabelamento nos preços. “Já fizemos no passado a política do tabelamento, não deu certo”, lembrou.


Metropoles

Postar um comentário

0 Comentários